quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Eleições no Atelier LIvre

CARTA   ABERTA   À   COMUNIDADE  :

Caros colegas, instrutores de artes, alunos, funcionários  e estagiários da equipe e amigos do Atelier Livre:

É com espírito de serviço e cooperação, que me coloco à disposição para ocupar a posição de liderança da comunidade  do Atelier Livre pelos próximos dois anos.

Este movimento é resultado de uma caminhada de dez anos como instrutora do Atelier, durante os quais tive a oportunidade de  atuar não só como condutora de grupos em formato de Laboratórios de Criação e grupos de estudos em arte e cultura contemporânea(Curso das Inquietações), mas também  participar dos processos de criação e implementação  de vários projetos da instituição(como os encontros multidisciplinares Em Anexo, a revista As Partes e o espaço experimental Sala X[1]). Além disso, venho colaborando com a administração nas últimas três gestões, inclusive a atual.

Ao longo desta trajetória de aprendizados, a experiência só tem feito reafirmar   a potência criadora latente neste espaço social. Por outro lado, a vivência institucional evidencia, também, a necessidade de nos mantermos engajados em um processo auto-reflexivo  e auto-avaliativo constante, através dos quais  possamos elaborar  e propor políticas culturais consistentes, integradas com a comunidade, e sustentáveis a longo prazo. A ausência de articulação entre os momentos de pesquisa e reflexão, planejamento e ação tem  gerado lacunas  de efeito desagregador, resultando frequentemente em desconexão,  incomunicabilidade e esvaziamento  de sentidos nas práticas e relações institucionais internas e externas.

Consciente destes desafios, acredito que só temos a ganhar com a alternância de vozes na condução dos assuntos coletivos. A intenção aqui não é fazer uma oposição à gestão atual, mas sim somar novas qualidades relacionais, oferecendo  uma possibilidade de renovação aos  nossos esforços e anseios por um Atelier público mais vivo e atuante.

Alinhada com esta visão, proponho a todos participar:

- da CONSTRUÇÃO  DE  UMA LIDERANÇA COMPARTILHADA, baseada no DIÁLOGO DE QUALIDADE com as diversas instâncias da comunidade interna e externa ao Atelier Livre;

- da INTEGRAÇÃO  E FOMENTO DOS TALENTOS E VOCAÇÕES da equipe em benefício de uma real revitalização de nossas práticas coletivas.

- do CULTIVO DA ESCUTA ATENTA ÀS MACRO E MICRO NECESSIDADES que  compõem e atravessam  o cotidiano do Atelier Livre.

-do trabalho de ARTICULAÇÃO e FLUÊNCIA nas relações entre as ESFERAS BUROCRÁTICO-ADMINISTRATIVAS  e  os CURSOS, OFICINAS E EVENTOS promovidos pelo Atelier Livre.

-do ENCAMINHAMENTO ADEQUADO e ACOMPANHAMENTO DE CONCURSO PÚBLICO visando suprir as vagas abertas pela aposentadoria maciça de toda uma geração de professores-instrutores nos últimos  dez anos.

- da REVITALIZAÇÃO DA REDE DE RELAÇÕES  DO ATELIER LIVRE com a cidade através: 1) da elaboração de um programa de comunicação amplo que dê a conhecer,  facilite e oportunize o encontro do Atelier com a comunidade; 2) do cultivo do diálogo inter-institucional visando a construção de parceiras  e intercâmbios entre instituições culturais afins e de vocação complementar.

Neste momento em que nos  preparamos para celebrar cinqüenta anos de existência, é essencial que possamos retomar juntos a visão humanista que embasa a aliança histórica entre arte e liberdade.   ATELIER LIVRE: que nossos próximos passos possam honrar a boa herança inscrita neste nome.

Me despeço convidando a todos para integrar  e fortalecer esta rede de vontade construtora com suas idéias, sugestões, necessidades e visões sobre o presente e o futuro Atelier  através do endereço atelierlivrevivo@gmail.com.


 Cordialmente, em conexão,  


[1] Em parceria com Niura Legramente Ribeiro ( Em Anexo) e com Ana Luz Pettini ( Sala X). 

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

RAUL CASSOU

              Ontem foi aberta a exposição de Raul Cassou na galeria Arte e Fato. Penso sempre em generosidade, dedicação e competência, quando  vejo Raul e seu trabalho. Claro que isto e mais outras tantas qualidades  não estariam nesta paisagem se não houvessem uma verdade carinhosa na sua relação com a vida. 
              Desafio aos críticos em arte e a fazerem uma abordagem sobre seu trabalho, pois sobre numa relação amorosa com a  arte, os ouvidos ficam surdos a qual quer manifestação neste sentido. Abraços Raul Cassou, salve a vida!!!!!!!!  
                             http://artefatogaleria.blogspot.com/2010_11_01_archive.html
      

domingo, 26 de setembro de 2010

ANTES

ALGUNS MILÍMETROS, E DEPOIS....................

nasceu o beija-florzinho

Não maior que um caroço de azeitona o filhotinho de beija- flor
completa seu segundo dia de vida. Preste atenção : compare a foto
do ninho com ovo ( postagem anterior) e esta acima. Veja, mais coberto de líquens que o mantém como estrutura viva integrada ao caule da laranjeira. Click na imagem para ampliar.